Obras no Jardim Zoológico beneficiam animais, funcionários e visitantes

Nos próximos meses, importantes obras serão ser realizadas no Jardim Zoológico da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte (Avenida Otacílio Negrão de Lima, 8.000, Pampulha), com supervisão da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap). Entre elas estão a primeira etapa de reformas da Praça de Mamíferos Brasileiros (antiga Praça Nacional) e da Praça das Aves, e a execução da segunda parte das obras de revitalização do Borboletário. Estes locais abrigam uma significativa parte do acervo do Jardim Zoológico e têm grande circulação de visitantes. Ao todo, deve ser investido R$ 1,17 milhão. Confira nesta página quais serão as intervenções.

Praça de Mamíferos Brasileiros

A Praça de Mamíferos Brasileiros tem 18 recintos, que ocupam uma área de 8.949 m². As obras de reforma deverão acontecer em duas etapas. O destaque da primeira etapa será a implantação de um recinto misto, que deverá contar com mais de 2.600 m², possibilitando a coexistência de animais do bioma cerrado, de diferentes espécies (como tamanduás, catitus, veados, antas, cutias, pacas e capivaras). Neste sentido, haverá uma exibição mais interessante e instrutiva das espécies, proporcionando ao público uma melhor visualização de comportamentos específicos de cada espécie.

A reforma irá proporcionar mais locais de sombra, abrigo e bem estar para os animais por meio da instalação de quiosques, da construção de piscinas e da execução de um novo projeto paisagístico. Além disso, neste grande recinto, o público poderá observar os animais sem a interferência de telas de alambrado, já que o projeto de reforma prevê a construção de taludes como barreira de segurança entre o público e os animais. Os demais recintos contarão com diversas melhorias como substituição de telas, revitalização de paredes, de muros e de piscinas.

A construção de três recintos específicos para filhotes é o destaque para a segunda etapa das obras, que contará também com a construção de depósito, cozinha e banheiros, de rampa de acesso para portadores de necessidades especiais aos recintos, além da recuperação de paredes internas da área de manobra (espaço restrito aos biólogos e tratadores de animais), substituição de portões, reforma de quatro recintos (que abrigam espécies como ouriço-cacheiro, tamanduá-mirim e cutia), incluindo o corredor de acesso dos tratadores e implantação de sistema de irrigação.

Na Praça de Mamíferos Brasileiros vivem animais como cachorro-do-mato-vinagre, anta, catitu, tamanduá-bandeira, lobo-guará, capivara, ouriço-cacheiro, tamanduá-mirim, cutia, veado-catingueiro e paca. Mamíferos que apresentam características bastante interessantes, sendo que alguns deles estão na lista de animais ameaçados de extinção, como é o caso do cachorro-do-mato-vinagre, do lobo-guará, da anta e do tamanduá-bandeira. Além disso, a praça também é o local onde estão localizados o Borboletário, o recinto de jabutis e o recinto de jacarés e tartarugas.

Praça das Aves

Outro espaço bastante importante do Jardim Zoológico, a Praça das Aves é uma das áreas mais procuradas pelo público. Sua estrutura física compreende 52 recintos, inaugurados em 1978, e abriga cerca de 70 espécies nacionais e exóticas, muitas delas ameaçadas de extinção. É o lar de mutuns, ararajubas, arara-piranga, tucanos, harpias, turacos e muitas outras espécies que chamam a atenção pelas cores das plumagens e também pelo porte.

A exemplo do que vai ser feito na Praça de Mamíferos Brasileiros, também na Praça das Aves as obras deverão acontecer em duas etapas. Na primeira será feita uma reforma estrutural dos 42 recintos da área central da praça. Estão previstas também a remoção dos lagos existentes e construção de novos, a construção de banheiros e vestiários masculino e feminino, a retirada dos ninhos de madeira fixados na parede, a melhoria do sistema de ventilação, a readequação geral das redes de esgoto e hidráulica existentes.

Ainda na primeira fase, haverá ampliação de alguns recintos, substituição de telas, rebaixamento e reconstrução de piso, revitalização de paredes internas e externas e pintura de todos os recintos. Para a segunda etapa estão programadas construção de um bioma de mata atlântica, reforma e demolição de alguns recintos antigos, construção de área de manobra para as emas, além de construção de depósito para acondicionamento de equipamentos e materiais.


foto Suziane Fonseca

Borboletário

Outra novidade dos projetos é a segunda etapa de reforma do Borboletário, com a ampliação do viveiro de exposição das borboletas, que deverá passar de 100 m² para 250 m² e contará com modificação no paisagismo e no circuito de visitação. Atualmente, o Borboletário da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte recebe a visita anual de cerca de 20 mil pessoas. Com a reforma, esse número deve aumentar para 60 mil visitantes por ano.

A ampliação do viveiro de visitação irá possibilitar uma diversificação das espécies. Entre as propostas está a implantação de novos microclimas (temperatura, umidade, etc.) possibilitando a criação de um número maior de espécies de borboletas e de mariposas, aumentando a diversidade geral de espécies que vivem no Borboletário.

Para o diretor do Jardim Zoológico, Gladstone Corrêa, as reformas refletem o esforço da Fundação Zoo-Botânica em oferecer mais conforto e bem-estar para os animais e possibilitar melhores condições de trabalho para os funcionários da FZB-BH. “Isso sem falar que o público terá muito mais alegria de visitar todos esses espaços revitalizados e todas as belezas da fauna”, destaca.


foto Suziane Fonseca

Posted in Sem categoria | Comentários desativados

Marte se aproxima da Terra e ficará maior que a Lua cheia. Será?

Todos os anos circula pela internet um boato afirmando que no dia 27 de agosto o Planeta Vermelho vai se aproximar tanto da Terra que seu tamanho será comparável ao da Lua Cheia. Será que isso é verdade ou não passa de mais uma pegadinha de internet? 

Naturalmente, isso não é verdade.

Há bilhões de anos, Marte e Terra giram ao redor do Sol. Marte em uma orbita ligeiramente mais achatada e a Terra em uma trajetória praticamente circular. A cada 26 meses os dois planetas se aproximam um pouco mais um do outro, sendo que as distâncias envolvidas não são constantes.

Durante os momentos da máxima aproximação, as distâncias entre Marte e Terra podem ficar realmente pequenas, da ordem de até 70 milhões de quilômetros.

Ninguém sabe exatamente como essa história começou, mas o fato é que sempre que o dia 27 de agosto se aproxima, o mesmo boato da aproximação máxima se repete, dando conta que a distância entre os dois planetas será de apenas 54 milhões de quilômetros.

A maior aproximação entre Marte e Terra ocorreu em 27 de agosto de 2003, quando a distância mínima entre os dois planetas foi de apenas 56 milhões de km, a maior aproximação desde o Homem de Neandertal, há 60 mil anos. Uma aproximação como essa só ocorrerá novamente em 2287!

Mesmo durante a aproximação de 2003, Marte não passou de uma mini bolinha quando comparada ao tamanho da Lua.

 

Carta Celeste Marte 27 de agosto de 2014
Clique para ampliar
Como será o céu?
Agora que você já sabe que Marte não ficará nunca do tamanho da Lua cheia, relaxe. O céu reserva diversas atrações verdadeiras.

No dia 27 de agosto de 2014, quarta-feira, Marte estará visível, alto no céu, a partir do momento em que o Sol se pôr. Como mostra a carta celeste das 21 horas desse dia, o Planeta Vermelho estará super bem acompanhado de Saturno no quadrante oeste e vê-los tão próximos renderá boas fotos.

Acima da dupla, a gigantesca estrela Antares presente no centro da constelação do Escorpião, domina o cenário. Olhando em direção ao sul o Cruzeiro é a grande vedete e será facilmente localizado logo abaixo das duas estrelas mais brilhantes da constelação do Centauro.

Um espetáculo verdadeiro, de encher os olhos. E sem Lua Cheia!



No topo, gráfico compara os tamanhos aparentes de Marte e da Lua cheia. Acima, carta celeste retrata o céu do quadrante oeste em 27 de agosto de 2014 as 21 horas. Créditos: Apolo11.com.

 

Posted in Sem categoria | Comentários desativados

Virada Cultural terá mais de 460 atividades em 62 espaços da cidade

Belo Horizonte vai realizar sua segunda Virada Cultural nos dias 30 e 31 deste mês, das 19h do sábado às 19h de domingo. São mais de 460 atividades distribuídas em nove palcos e 53 espaços culturais que compõem o circuito, abrangendo diversas manifestações artísticas como música, teatro, cinema, dança, literatura, artes plásticas, circo e intervenções urbanas. Mais de 90% da grade de programação é composta por artistas locais, fato que reforça a vocação criativa da cidade. Em 2013, a Virada aconteceu em setembro e atraiu mais de 200 mil pessoas.

Promovida pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Fundação Municipal de Cultura (FMC), em conjunto com a Associação de Amigos do Museu Histórico Abílio Barreto (AAMHAB), a Virada Cultural fomenta a diversidade e a democratização ao acesso a bens culturais. Além das 124 apresentações artísticas selecionadas via site oficial da Virada, www.viradaculturalbh.com.br, no qual 1.280 artistas se inscreveram, outras centenas de atrações acontecem em palcos oficiais e parceiros, espaços culturais da PBH, projetos e equipamentos culturais associados.

Quem abre a Virada Cultural na Praça da Estação é o sambista Diogo Nogueira, às 19h30 do sábado, dia 30, com participação especial da Orquestra Sesiminas. No domingo, às 17h30, é a vez de Paula Fernandes. Neste palco também se apresentam a banda brasiliense Raimundos e dois grandes representantes da nova música mineira: a sambista Aline Calixto e o rapper Flávio Renegado.

A Praça da Liberdade abre espaço para a música instrumental mineira, além de outras expressões artísticas, trazendo nomes como Lô Borges, Chico Lobo e Gabriel Guedes. Quem também se apresenta no local é o vibrafonista norte-americano Ted Piltzecker.

O Parque Municipal vai oferecer atrações que vão cair no gosto dos belo-horizontinos. A Orquestra Sinfônica Arte Viva de São Paulo, sob regência do Maestro Amilson Godoy, retorna ao palco da Virada de BH, desta vez trazendo como convidado especial o cantor e compositor Toquinho, em turnê que celebra seus 50 anos de carreira. Nesse mesmo palco, na manhã de domingo, a Fundação Clóvis Salgado apresenta o Concertos no Parque Especial Virada Cultural BH 2014, com a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais.

Palco na rua e atrações infantis

O Sesc Palladium terá 24 horas ininterruptas de programação, com atrações em todos os seus espaços além de um palco montado na Rua Rio de Janeiro com diversos shows, entre eles o da cantora Céu, que traz pela primeira vez a BH seu repertório em homenagem a Bob Marley.

A Viradinha, voltada para o público infantil, vai oferecer diversas opções em vários locais, com destaque para o Parque Municipal, incluindo espetáculos teatrais, circenses, oficinas e narrações de histórias. Fazem parte da programação “Um Baú de Fundo Fundo”, do Grupo Giramundo, o Picadeiro Aéreo do Circo Escola de São Paulo e o “Mini Teatro de Sombras” do Grupo Girino, além de ações do Graffiti Relacional.

Os demais palcos oficiais do evento estarão na Rua Aarão Reis, na Praça Afonso Arinos, na Praça Sete e, como novidade desta edição, na Rua Guaicurus. Este, traz como conceito o Cabaré, que mistura linguagens artísticas como teatro, circo, música, performance e dança, além da nostalgia e do romantismo de artistas que voltam à cena de BH, como o cantor e compositor Márcio Greyck, que se apresenta na noite de sábado, às 22h30.

A programação associada inclui todos os espaços do Circuito Cultural da Praça da Liberdade, a Casa Una de Cultura, com show da cantora Titane, o Cine Humberto Mauro, no Palácio das Artes, que exibe uma maratona da trilogia “O Poderoso Chefão”, a Funarte, onde acontece o “Viradão de Impro!”, com improvisações teatrais; o Centro Cultural UFMG e o Conservatório de Música, ambos com programação especial, entre outros espaços. Também integram a programação mais de 22 equipamentos culturais da PBH, entre eles o Museu Histórico Abílio Barreto, o Centro de Referência da Moda, o Museu de Arte da Pampulha, a Casa do Baile, a Casa Kubistchek e os centros culturais em diversas regiões da cidade.

Alvorada

Como nas cidades do interior, às 5h de domingo, a Banda da Guarda Municipal acorda a cidade para a continuidade da Virada fazendo uma alvorada. Na sequência, das 8h às 11h, 18 corporações musicais de BH e da Região Metropolitana realizam um Encontro de Bandas Tradicionais, na Praça da Estação, com direito a café da manhã preparado pela artista plástica Thereza Portes e pelos alunos da Padaria Escola da PBH, localizada no Mercado da Lagoinha.

A parte esportiva não foi deixada de lado e a Virada oferece ações como o 2º Campeonato Brasileiro de Bike Polo (domingo, das 9h às 19h, na Avenida dos Andradas) e o 3º Mundialito de Rolimã do Abacate (domingo, das 12h às 19h, na Avenida João Pinheiro). Mais sobre a Virada Cultural, incluindo todos os detalhes da programação, podem ser obtidos no site www.viradaculturalbh.com.br

Posted in Sem categoria | Comentários desativados

Parque Municipal Jacques Cousteau

Criado em 1971 e implantado 1999, o Parque Municipal Jacques Cousteau ocupa uma área aproximada de 335 mil metros quadrados. Localizado na região Oeste, o espaço funcionou como depósito de lixo da cidade e, posteriormente, como horto para a produção de mudas de árvores e plantas ornamentais a serem utilizadas no paisagismo de Belo Horizonte. Muitas dessas mudas cresceram e floresceram no parque, sendo as primeiras a integrarem a vegetação da mata local.

 Sua cobertura vegetal é muito significativa, apresentando um avançado grau de regeneração natural, e contínua, correspondendo a 80% da área total. A vegetação predominante é de porte arbóreo, existindo ainda espécies ornamentais e frutíferas (mangueiras, jabuticabeiras e bananeiras).

O local possui nascentes e cursos d’água perenes.

A fauna é composta por anfíbios, répteis, aves, como sabiás, frangos d’água, saracuras, e mamíferos, como cuíca, mico-estrela, esquilo-caxinguelê e gambás.

Como opções de lazer, o parque oferece brinquedos e trilha ecológica, além de espaços para contemplação, áreas de convivência e academia a céu aberto.

Horário de funcionamento: terça-feira a domingo, das 8h às 18 horas.
Localização: Rua Augusto José dos Santos, 366, Bairro Betânia.
Informações: 3277-5972
Entrada gratuita.

Posted in Sem categoria | Comentários desativados