Belo Horizonte é referência nacional sobre os Objetivos do Milênio

A Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais promoveu neste mês o debate público “O Município e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio: Ações Locais/Metas Globais”. O secretário municipal adjunto de Planejamento e Gestão da Prefeitura de Belo Horizonte, Vítor Valverde, representou a administração municipal e relatou os avanços e os desafios que a capital mineira encontra para cumprir os Objetivos do Milênio (ODM).

De acordo com o secretário, Belo Horizonte realiza o monitoramento dos Objetivos do Milênio de modo sistemático desde 2006 e é referência nacional sobre o assunto. Durante o debate, a administração municipal recebeu da Assembleia Legislativa diplomas com votos de congratulações pelos programas “Abastecer”, “BH de Mãos Dadas contra a Aids”, “Projeto de Coleta de Orgânicos com Ecocidadania” e “Projeto Educação Alimentar e Nutricional”.

“Várias metas já foram cumpridas na capital mineira, como a redução da proporção da população que vive abaixo da linha da pobreza e da taxa de internação por desnutrição de menores de um ano; a garantia de que as crianças concluam o ensino elementar, a redução em 2/3 da mortalidade infantil, a cobertura de atenção básica à saúde e a redução da população sem acesso a água tratada e esgotamento sanitário”, afirmou Valverde .

O Observatório do Milênio é uma rede de parceiros que tem por objetivo produzir e disseminar informações sobre os ODM em BH. Dentre seus parceiros, destacam-se as prefeituras de Belo Horizonte – que é a coordenadora do projeto, a prefeitura de Contagem, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), o Governo do Estado de Minas Gerais e a Fundação João Pinheiro, além da UFMG, PUC Minas, Fumec, UNA, Newton Paiva e UNI-BH.

Os Objetivos do Milênio são convergentes com o Plano Estratégico de Belo Horizonte 2030. A partir do programa de governo apresentado em 2008, a Prefeitura consolidou este planejamento de longo prazo, estabelecendo metas e indicadores para a cidade até 2030. Em 2015, encerra-se esta etapa de monitoramento dos Objetivos do Milênio. A partir daí, está prevista uma nova agenda que irá propor a continuidade e as novas metas a serem alcançadas.

Os oito objetivos do milênio são: acabar com a extrema pobreza e a fome, atingir o ensino básico universal, promover a igualdade entre sexos e a autonomia das mulheres, reduzir a mortalidade infantil, melhorar a saúde materna, combater o HIV/Aids e outras doenças como cólera e, especificamente, a dengue no Brasil, garantir a sustentabilidade ambiental e estabelecer uma parceria mun¬dial para o desenvolvimento.

Posted in Sem categoria | Comentários desativados

Programa “Posso Ajudar?” é destaque na atenção à saúde em BH

Contribuir para a qualificação e humanização do atendimento ao usuário do Sistema Único de Saúde (SUS) de Belo Horizonte. Este é o principal objetivo do programa “Posso Ajudar? Amigos da Saúde”, implantado pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMSA) de Belo Horizonte. O programa foi premiado na IV Mostra Nacional de Experiências em Atenção Básica/Saúde da Família, realizado em Brasília, em março, e está entre os 100 melhores dentre os 4.351 selecionados pela mostra.

Um marco importante da expansão do programa foi a transformação da atividade em estágio para estudantes de períodos iniciais dos cursos da área da saúde, como fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia e enfermagem, priorizando os candidatos de condição socioeconômica mais frágil e aproximando os acadêmicos da realidade do atendimento em unidades do SUS.

São 750 alunos selecionados, que trabalham durante 12 meses. Eles recebem uma capacitação teórica de 20 horas/aula e uma bolsa-estágio por 20 horas semanais de trabalho, em que recepcionam os usuários do SUS, orientando-os sobre o atendimento nas unidades de saúde.

“O estímulo sempre foi receber o usuário do SUS-BH com um sorriso simples, gentil e acolhedor”, conta a coordenadora responsável pela implantação do programa, Ana Pitchon. O marco teórico, ético e político que norteou o projeto foram os princípios da Política Nacional de Humanização, instituída pelo Ministério da Saúde em 2003. Os estagiários também são formados como multiplicadores do projeto “BH de Mãos Dadas Contra a AIDS”, em parceria com a Coordenação de Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids da SMSA.

Atualmente, o programa “Posso Ajudar?” está disponível em todos os centros de saúde, unidades de pronto atendimento (UPAs) e unidades de referência secundária (URS) de Belo Horizonte. No total, são 160 equipamentos da Rede SUS-BH atendidos pelo programa.

Aprovação

Na última pesquisa sobre o contato dos usuários da Rede-SUS com estagiários do projeto “Posso Ajudar? Amigos da Saúde”, realizada em 2012, 80% dos pacientes classificaram o atendimento como ótimo ou bom. “O programa fortalece o vínculo de confiança da comunidade com o serviço, explica um dos coordenadores do programa, Klébio Ribeiro Silva.

O paciente Murilo de Mello Campos, usuário do Centro de Saúde Tia Amância, na Regional Centro-Sul, diz que conta sempre com a ajuda dos estagiários para orientá-lo. “Eles são as primeiras pessoas que vemos no centro de saúde. Às vezes, chegamos meio perdidos e eles nos encaminham. Além de nos receber muito bem, são importantes para esclarecer dúvidas de quem procura uma unidade de saúde. Estão de parabéns”, elogia.

Os jovens inscritos no programa recebem um curso de formação inicial e ficam prioritariamente na porta de entrada das unidades, acolhendo e encaminhando os usuários, dando explicações sobre o fluxo de atendimento.

A estagiária Luciana de Cássia Alvarenga é aluna do curso de fisioterapia no Instituto Izabela Hendrix e, desde setembro de 2012, participa do programa. “Comecei no Centro de Saúde Santa Lúcia e, após um ano, renovei por mais um, agora na unidade do Tia Amância. Na faculdade, tive a matéria sobre atenção primária e estou juntando a teoria com a prática. Minha profissão tem tudo a ver com o público, e o programa me coloca em contato com a realidade. No futuro quero trabalhar na rede pública e já saberei como funcionam os serviços”, concluiu.

Posted in Sem categoria | Comentários desativados

Hoje é o Dia da Terra. Não custa nada cuidar melhor dela!

Olhe bem para essa Bolinha Azul. De longe, é uma esfera azulada, pincelada de branco. De perto, é nossa casa, o local onde respiramos e passamos toda nossa vida. Suspensa no espaço, desde o começo dos tempos ela gira. A cada volta ela se transforma. Olhe bem para essa Bolinha Azul, porque hoje é dia dela!

 

Se fosse possível sair da Terra, veríamos essa bela imagem. Tudo que temos e amamos está ali. Nossas músicas prediletas, nossos amigos, aquela praia maravilhosa, aquele sorriso simples, os brinquedos no parque, os amores que temos e os que já se foram. Tudo, absolutamente tudo está nessa Bolinha Azul.

Ultimamente, não temos cuidado muito bem dela. Temos sido muito egoístas achando que a Bolinha aguenta todos os nossos desaforos e nossa ganância.

Em nome do progresso, desmatamos as florestas e poluímos os rios. E em nome da comodidade produzimos quantidades astronômicas de lixo que não temos mais onde colocar. Ironicamente, em nome de uma suposta “qualidade de vida” estamos imersos na poluição. E a Bolinha Azul aguentando nossos desmandos.

Hoje é o Dia da Terra e apesar de ser uma data simbólica, bem que podíamos fazer um esforcinho e cuidar um pouquinho mais dela. Atitudes pequenas como não jogar papel na rua, diminuir o uso do carro ou apagar as luzes ao sair da sala podem parecer pequenas, mas se cada um de nós fizer essa gentileza, a Bolinha Azul continuará girando saudável, pronta para guardar os melhores momentos da nossa vida. Não custa tentar. Experimente!

Posted in Sem categoria | Comentários desativados

Confira o expediente da PBH nos feriados da Semana Santa e de Tiradentes

De acordo com o decreto 15.535, publicado em 11 de abril no Diário Oficial do Município (DOM), nesta quinta-feira, dia 17, será considerado ponto facultativo na Prefeitura de Belo Horizonte. No dia 18, Sexta-feira da Paixão, não haverá expediente por ser feriado municipal (Lei Municipal 1.327, de 1967) e na segunda, dia 21, por ser feriado nacional (Lei Federal 10.607, de 2002), instituído em homenagem a Tiradentes, um dos principais líderes da Inconfidência Mineira. Confira o que funciona na PBH neste período.

Abastecimento

• Mercado do Cruzeiro (rua Ouro Fino, 452, Cruzeiro) – Abre na quinta-feira e no sábado, dias 17 e 19, das 8h às 18h, e na sexta e domingo, dias 18 e 20, das 7h às 13h. Na segunda, dia 21, o funcionamento será facultativo.

• Central de Abastecimento Municipal (rua Maria Pietra Machado, 125, bairro São Paulo) – Abre quinta-feira, no sábado e na segunda, dias 17, 19 e 21, das 7h às 19h. Na sexta e no domingo, dias 18 e 20, funciona das 7h às 13h.

• Feira Coberta do Padre Eustáquio (rua Pará de Minas, 821, Padre Eustáquio) – Abre quinta-feira e no sábado, dias 17 e 19, das 8h às 18h. Na sexta, no domingo e na segunda, dias, 18, 20 e 21, aberto das 8h às 13h.

• Sacolões Abastecer – Abrem quinta-feira, no sábado e na segunda, dias 17, 19 e 21, das 8h às 20h, na sexta, dia 18, das 8h às 14h, e no domingo, dia 20, das 8h às 13h.

• Feiras livres – Funcionamento facultativo entre quinta-feira e segunda, entre os dias 17 e 21, das 7h às 13h.

• Feiras Modelo – Funcionamento facultativo entre quinta-feira e segunda, entre os dias 17 e 21, das 7h às 13h.

• Feira de Orgânicos – Fechada de quinta-feira a segunda, entre os dias 17 e 21.

• Banco de Alimentos (rua Tuiutí, 888, bairro Padre Eustáquio) – Fechado de quinta-feira a segunda, entre os dias 17 e 21.

• Armazém da Roça (Rodoviária, 2º Piso, Centro, e rua Maria Pietra Machado, 125, bairro São Paulo) – Fechados de quinta-feira a segunda, entre os dias 17 e 21.

• Direto da Roça – Funcionamento facultativo entre quinta e segunda, das 7h às 14h.

• Mercado da Lagoinha (avenida Antônio Carlos, 821, São Cristóvão) – Fechado de quinta-feira a segunda, entre os dias 17 e 21.

• Restaurantes Populares I, II, III e IV – Funcionam normalmente quinta-feira, dia 17. Fechado entre sexta e segunda, entre os dias 18 e 21.

• Refeitório Popular da Câmara Municipal (avenida dos Andradas, 3.100, Santa Efigênia) – Fechado de quinta-feira a segunda, entre os dias 17 e 21.

Plantão de chuvas

• O plantão da Defesa Civil funciona 24 horas por dia, todos os dias, inclusive aos domingos e feriados. Os telefones são o 199 e o 3277-8864.

Limpeza Urbana

• Quinta-feira e sábado, dias 17 e 19, as coletas acontecerão normalmente. Na Sexta-feira da Paixão, dia 18, não haverá serviços de limpeza urbana. No domingo e na segunda, dias 20 e 21, haverá plantões de varrição nas áreas central e hospitalar e na Savassi. Na segunda haverá também serviços de coleta domiciliar, seletiva e hospitalar.

Equipamentos culturais

• Museu Histórico Abílio Barreto (avenida Prudente de Morais, 202, Cidade Jardim) – Aberto quinta-feira, dia 17, das 10h às 21h, e de sexta a domingo, entre os dias 18 e 20, das 10h às 17h. Fechado na segunda, dia 21.

• Museu de Arte da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 16.596, Pampulha) –Fechado para montagem de exposição até quarta-feira, dia 30.

• Casa do Baile (avenida Otacílio Negrão de Lima, 751, Pampulha) – Aberto normalmente até domingo, dia 20, das 9h às 18h. Fechado na segunda, dia 21.

• Centro de Referência da Moda (rua da Bahia, 1.149, Centro) – Fechado de quinta-feira a segunda, entre os dias 17 e 21.

• Arquivo Público da Cidade (rua Itambé, 227, Floresta) – Fechado de quinta-feira a segunda, entre os dias 17 e 21.

Transporte

• As linhas do sistema de transporte coletivo gerenciadas pela BHTrans circulam normalmente na quinta-feira e no sábado, dias 17 e 19. Na sexta, dia 18, no domingo, dia 20, e na segunda, dia 21, circulam com quadro de horários de domingos e feriados.

Parques e Zoológico

• O Parque Municipal Américo Renné Giannetti (avenida Afonso Pena, 1.377, Centro) abre de quinta-feira a domingo, entre os dias 17 e 20, das 6h às 18h. Os demais parques funcionam, nos mesmos dias, das 8h às 18h. Na segunda, dia 21, eles não abrirão.

• O Mirante do Mangabeiras (rua Pedro José Pardo, 1.000, Mangabeiras) funciona normalmente de quinta-feira a segunda, entre os dias 17 a 21, das 10h às 22h.

• O Jardim Zoológico, o Jardim Botânico, o Aquário do Rio São Francisco (avenida Otacílio Negrão de Lima, 8.000, Pampulha) e o Parque Ecológico da Pampulha (avenida Otacílio Negrão de Lima, 6.061, Pampulha) funcionam normalmente na quinta-feira, dia 17, e de sábado a segunda, entre os dias 19 e 21. O Jardim Botânico e o Jardim Zoológico das 8h30 às 16h, o Aquário, das 9h às 16h, e o Parque Ecológico, das 8h30 às 17h. Na sexta-feira, dia 18, todas as unidades da Fundação Zoo-Botânica ficam fechadas.

Postos de Informação Turística

• Centro de Referência Turística de Belo Horizonte Álvaro Hardy – Veveco (avenida Otacílio Negrão de Lima, 855, São Luiz) – Funciona de quinta a domingo, entre os dias 17 e 20, das 8h às 17h. Não funciona na segunda, dia 21.

• Posto de Informação do Mercado das Flores (avenida Afonso Pena, 1.055, Centro) – Funciona quinta-feira, dia 17, das 8h30 às 18h30, e de sexta a segunda, entre os dias 18 e 21, das 8h às 15h.

• Posto de Informação do Mercado Central (Av. Augusto de Lima, 744, Centro) – Funciona quinta-feira, dia 17 e no sábado, dia 19, das 8h às 18h. Na sexta, dia 18, no domingo, dia 20 e na segunda, dia 21, funciona das 8h às 13h.

• Posto de Informação do Aeroporto Pampulha (Praça Bagatelli, 204, Aeroporto) – Funciona quinta-feira, sexta e na segunda, dias 17, 18 e 21, das 8h às 17h. No sábado, dia 19, funciona das 8h às 16h e no domingo, 20, das 13h às 18h.

• Posto de Informação do Aeroporto de Confins (Rodovia MG-10, Confins) – Funciona quinta-feira, dia 17, das 8h às 22h. De sexta a segunda, entre os dias 18 e 21, funciona das 8h às 17h.

• Posto de Informação da Rodoviária (Praça Rio Branco, Centro) – Funciona de quinta a segunda, entre os dias 17 e 21, das 8h às 18h.

BH Resolve

• Não funcionará para atendimento ao público de quinta a segunda, entre os dias 17 e 21.

Saúde

• Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Hospital Municipal Odilon Behrens, Central de Internação, Samu e Serviço de Urgência Psiquiátrica (Noturno) Funcionam durante 24 horas por dia de quinta a segunda, entre os dias 17 e 21.

• Centros de saúde – Fechados sexta, sábado e domingo, entre os dias 18 e 20. Abrem quinta-feira, dia 17, das 7h às 17h, e na segunda, dia 21, funcionam das 8h às 15h. As unidades Vale do Jatobá e Barreiro de Cima (Barreiro); Pompéia, São Geraldo e Taquaril (Leste); Glória e Carlos Prates (Noroeste); Primeiro de Maio e Floramar (Norte); Vila Imperial e Conjunto Betânia (Oeste); Santa Terezinha (Pampulha); Lagoa e Santo Antônio (Venda Nova) atenderão, exclusivamente, os serviços de Farmácia (para uso público interno) e demanda espontânea e curativos.

• Centro de Controle de Zoonoses, Laboratório de Zoonoses, Centros de Especialidades Médicas (CEMs), Centro de Treinamento e Referência (CTR), Unidades de Referência Secundária (URSs), Centro Municipal de Imagem (CMI), Centro Médico de Oftalmologia (CMO), Centros de Reabilitação (CREABs), Farmácia Distrital, Laboratórios Distritais e Central – Fechados sexta, sábado e domingo, entre os dias 18 e 20. Abrem quinta-feira, dia 17, das 7h às 17h, e na segunda, dia 21, funcionam das 8h às 15h.

• Cersams – Nesta quinta-feira, dia 17, funcionam com equipe de plantão no horário diurno e com equipe completa no horário noturno. Na sexta, dia 18, e na segunda, dia 21, funcionam conforme escala mínima no horário diurno e com equipe completa no plantão noturno. No sábado e no domingo, dias 19 e 20, não funcionam.

• Centros de Convivência – Funcionam na quinta-feira, dia 17, com escala por microrregião. Não haverá funcionamento entre sexta e segunda, dias 18 e 21.

Posted in Sem categoria | Comentários desativados